Santa Casa de Pompeia pede ajuda da população para adquirir garrafas d’água descartáveis

28/04/2021 - 18:08 hs

O provedor da Santa Casa de Pompeia, Alair Mendes Fragoso, está iniciando uma campanha de doação na comunidade pompeiana para conseguir o maior número possível de água engarrafada descartável (vidro ou plástico), para os pacientes acamados com Covid-19. Segundo o dirigente hospitalar as garrafas descartáveis ajudam muito no combate a contaminação. “Temos os bebedouros espalhados pelo hospital, porém, com as garrafas descartáveis fica mais fácil a hidratação e ao mesmo tempo o controle da contaminação”, comentou o dirigente ao disponibilizar o portal eletrônico do hospital (www.santacasapompeia.org.br) para o acesso a doação. “As pessoas que quiserem ajudar podem doar com produto ou dinheiro”, disse ao organizar o hospital internamente para receber os donativos que são considerados importantes em vários aspectos. “Com o pessoal internado por causa do Covid-19 é tudo individualizado e mais complexo”, falou ao mostrar a preocupação e pedir ajuda.

De acordo com Alair Mendes Fragoso uma garrafa com água descartável de 240ml não chega a custa R$ 1,00. Existem garrafas de 350ml, de 500ml, 1,5 litros ou de 510ml, de valores que não chegam a R$ 2,00 dependendo da quantidade adquirida. “Para evitar um trabalho maior, estamos disponibilizando uma conta específica em que a pessoa pode colaborar com dinheiro e o hospital fará a compra das garrafas descartáveis em grande quantidade com valores menores e conseguido mais unidades”, explicou Alair Mendes Fragoso ao indicar a conta: Banco do Brasil, Agência: 0328-X, Conta: 100235-X ou então pelo sistema de transferência Chave PIX: 55.065.601/0001-74. “Queremos é facilitar para o acamado, bem como proteger os nossos funcionários”, justificou o dirigente hospitalar que acredita na ajuda da comunidade local neste sentido, como sempre tem acontecido quando o hospital precisa do envolvimento da cidade.

Alair Mendes Fragoso esclarece que a campanha visa única e exclusivamente a hidratação normal do paciente, que passa a tomar água com garrafas descartáveis, de maneira mais confortável. “Manter a hidratação das vias aéreas pode dificultar infecções por vírus e bactérias”, esclareceu o dirigente ao explicar o objetivo da campanha do hospital. “A boa hidratação tem papel fundamental na recuperação da infecção por Covid-19”, disse o dirigente pompeiano. “Manter-se bem hidratado é importante para reposição de fluídos perdidos com o aumento da temperatura corporal, para redução de secreções respiratórias e do risco de pneumonia”, acrescentou, após ouvir os médicos do hospital. “Os sinais de que a hidratação não está ideal incluem: sede, boca seca, febre, urina de cor escura, débito urinário reduzido, aumento da frequência cardíaca, cansaço e confusão mental”, apontou ao basear-se em recente trabalho realizado pela Sociedade Americana de Nutrição Parenteral e Enteral (ASPEN) que divulgou recomendações para adequada hidratação de indivíduos não hospitalizados em recuperação do Covid-19.