Obras no Pronto-Socorro 1 serão retomadas, pós Covid-19

17/07/2021 - 09:09 hs

A diretoria da Santa Casa de Pompeia colocou na pauta de planejamento imediato a retomada das obras de ampla reforma do Pronto-Socorro 1 que devem ser iniciadas no início do mês de Setembro, caso não haja nenhum imprevisto administrativo. “Com a queda no número de internações por causa da Covid-19, aos poucos estamos retornando as nossas atividades antes da pandemia”, disse o provedor do hospital pompeiano, Alair Mendes Fragoso, que tinha planejado esta obra para o ano passado, mas precisou concentrar esforços e pessoal para o combate a pandemia. “São obras necessárias e consideramos emergenciais em razão do planejamento estratégico do hospital, com o novo espaço adequado”, falou o dirigente que pretende se reunir nos próximos dias com os responsáveis pela construtora indicada para a obra, com quem discutirá a definição do cronograma e já iniciar os preparativos de transferência de equipamento e logística, durante o período de reforma.

De acordo com Alair Mendes Fragoso será colocado nova instalação elétrica e hidráulica, adequação de paredes e piso, bem como a construção de mais dois banheiros, padronizados aos moldes atuais de acessibilidade. “A sala de emergência está bem necessitada de reforma, com a troca dos azulejos e um novo piso”, reconheceu o provedor que desde o início da primeira gestão vinha discutindo a necessidade da reforma conseguida através de verba parlamentar. “Nosso prédio é bem antigo e em toda reforma que começamos surgem novidades emergenciais a serem feitas em toda a estrutura, por ser construído há décadas”, disse ao mostrar-se de forma normal, caso haja a necessidade de se rever o cronograma de obras, após o início das atividades de construção do novo espaço. “Em todas as reformas que fizemos, tivemos que rever o cronograma”, brincou.

Sempre através de etapas obras são realizadas na Santa Casa de Pompeia. Desta vez será numa área de aproximadamente 300 metros quadrados na região central do hospital. “Essa obra pode nos causar certo transtorno por ser num local de grande acesso e passagem do pessoal”, lembrou ao solicitar paciência e tolerância aos funcionários e a população em geral, que durante um curto espaço de tempo, eles terão que aceitar as improvisações na construção civil para as melhorias. “Médicos, enfermeiros e funcionários terão que se adequar”, falou. “Já a população terá que ter paciência, pois, ela será maior beneficiada com a obra pronta e completa”, disse Alair Mendes Fragoso que acredita na retomada da normalidade em breve com as campanhas de vacinação contra o Covid-19 se intensificando através das autoridades de saúde pública.

A diretoria do hospital pompeiano ainda não se decidiu sobre a manutenção dos dois Pronto-Socorro, sendo um deles, especializado no atendimento exclusivo para pacientes com Covid-19. “Ainda é cedo para esta decisão, mas certamente em breve vamos decidir como vamos ficar, na esperança de que os números de internação sejam bem reduzidos”, comentou Alair Mendes Fragoso que tem apoio da Prefeitura Municipal de Pompeia nesta atividade que foi considerada importante no ápice da luta contra o Covid-19 em toda a região.