Política Faz o L

Ministro de Lula omite do TSE patrimônio de R$ 2,2 milhões em cavalos

Os cavalos são criados no haras dele em Vitorino Freire, no Maranhão, onde mandou asfaltar, com dinheiro do orçamento secreto, uma estrada que corta fazendas da fam√≠lia e passa na frente de sua pista de pouso.

Por Portal NC

02/03/2023 às 10:35:28 - Atualizado h√°

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, escondeu do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um patrimônio de ao menos R$ 2,2 milhões em cavalos da raça. Em agosto do ano passado, quando registrou sua candidatura a deputado federal, ele possu√≠a ao menos 12 animais Quarto de Milha, adquiridos em leilões. Os cavalos são criados no haras dele em Vitorino Freire, no Maranhão, onde mandou asfaltar, com dinheiro do orçamento secreto, uma estrada que corta fazendas da fam√≠lia e passa na frente de sua pista de pouso.

O Estadão levantou o patrimônio oculto do ministro cruzando informações de entidades de criadores e de negociantes de animais; os valores foram atualizados. Num primeiro momento, a reportagem identificou registros de cavalos em nome de Juscelino no banco de dados da Associação Brasileira de Quarto de Milha (ABQM). A entidade, reconhecida pelo Minist√©rio da Agricultura, mant√©m um serviço de certificados, que inclui o nome do propriet√°rio, data de nascimento, sexo e pelagem dos cavalos.

Com os nomes dos animais registrados por Juscelino, a reportagem encontrou os animais em leilões realizados em Alagoas, Cear√°, Maranhão, São Paulo e Sergipe, Estados estrat√©gicos para o mercado de animais de vaquejadas. Foram assistidas a 56 horas de gravações, de 14 pregões.

A negociação dos cavalos, atividade paralela à pol√≠tica, não costuma aparecer nas redes sociais do ministro, usadas com frequ√™ncia para divulgar suas tarefas ministeriais e momentos de sua vida privada. Nos leilões de animais, Juscelino √© festejado pelos organizadores, que o tratam como dono do haras em Vitorino Freire. No papel, o estabelecimento pertence à irmã do ministro, a prefeita Luanna Rezende, e a Gustavo Marques Gaspar, um ex-assessor dele na Câmara.

Gaspar est√° nomeado na liderança do PDT no Senado. O Estadão ligou para o haras e conversou com um funcion√°rio que afirmou não conhecer nenhum Gustavo Gaspar.

PATRIMÔNIO

Em declaração à Corte Eleitoral, o ministro informou um patrimônio de R$ 4,457 milhões, com fazendas, carros, 50% de uma aeronave, um apartamento e o terreno onde est√° instalado o haras. O registro não inclui animais nem embriões. O valor declarado por ele √© semelhante aos R$ 4,426 milhões que movimentou em leilões desde 2018. No per√≠odo, al√©m das compras, o ministro vendeu 14 animais da raça Quarto de Milha.

A declaração de bens √© exigida pela Justiça Eleitoral para garantir que o eleitor possa acompanhar a evolução patrimonial do seu candidato e tamb√©m para indicar se o postulante pode ou não doar dinheiro para sua própria campanha. Os dados são apresentados pelo próprio candidato e se ficar comprovado que ele mentiu pode ser responsabilizado.

Os cavalos do ministro estão num haras com 165 mil metros quadrados, o equivalente a 15 campos oficiais de futebol. O terreno pertencia à prefeitura de Vitorino Freire. Em 1999, o então estudante Juscelino Filho, um adolescente de 14 anos, comprou a √°rea por R$ 1 mil (R$ 4,3 mil em valores corrigidos). O pai dele, Juscelino Rezende, era o prefeito - logo, o vendedor do imóvel.

FAB

Em reportagem publicada anteontem, o Estadão revelou que Juscelino usou um voo da FAB e recebeu R$ 3 mil de di√°rias para ir a leilões de cavalos no interior de São Paulo. Ele justificou ao governo que tinha compromissos "urgentes" na capital paulista. Dos quatro dias que passou por l√°, por√©m, sua agenda de trabalho tomou duas horas e meia e envolveu uma visita à sede da Claro e aos escritórios da Telebras e da Ag√™ncia Nacional de Telecomunicações (Anatel). A sede da ag√™ncia fica em Bras√≠lia. O restante do tempo foi inteiramente dedicado aos eventos de cavalos.

Em um dos discursos na agenda paralela, Juscelino disse que usaria o cargo de ministro das Comunicações para impulsionar o mercado de cavalos e se apresentou como "integrante da equipe do presidente da Rep√ļblica".

No ano passado, como deputado, Juscelino apresentou um √ļnico projeto de lei. Propôs criar o Dia Nacional do Cavalo pelo "papel histórico na humanidade e nos tempos modernos". Não convenceu seus pares a aprovar. Procurado, o ministro não se manifestou.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comunicar erro
Portal NC

© 2024 Portal NC - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal NC
Acompanhantes Goiania